Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Todos sabemos que nós portugueses deixamos tudo para o último dia, e principalmente coisas relacionadas com os impostos e burocracias.

Apesar de não aconselharmos, sabemos que isso acontece, ainda assim, deve antecipadamente ter algumas coisas preparadas, para no último dia não ser apanhado desprevenido.

 

  1. Senhas de Acesso - verifique que tem a sua senha e que está a funcionar. Para quem é casado é necessário ter as duas senhas. Caso tenha esquecido, tem de pedir outra, que demora 5 dias úteis a chegar e é sempre enviada para a morada fiscal. Não entregar por não ter senha não é aceite como desculpa para atrasos, nem para evitar multas.
  2. NIB - Número de identificação Bancária. Deve verificar o NIB que está no seu cadastro e se está em seu nome. É comum haver problemas com o NIB de pessoas que se divorciaram, ou em que um dos titulares faleceu.
  3. Declarações do Banco - Cada vez mais, a prática comum dos bancos é disponibilizar as declarações no homebanking em vez de o enviarem por correio caracol. Se teve destas transacções (juros, subscrições de PPR no banco, etc.) garanta que tem em tempo útil essa declaração, isto é, que recebeu a carta, ou que sabe onde a encontrar online.
  4. Prova da União de Facto - Para que fiscalmente seja considerado que vive em união de facto, a morada fiscal deve ser a mesma dos dois indíviduos nas últimas duas entregas (IRS entregue em 2011 e em 2010). Verifique o comprovativo e guarde-o para si, em papel ou digitalmente.
  5. Prova da deficiência - Caso alguma pessoa da família tenha deficiência, verifique que tem sempre no processo do ano, a documentação médica que prova esse facto.
  6. Declaração das empresas - A empresa tem por obrigação enviar esta declaração para todos os empregados. Se tem muitos rendimentos de trabalho independente para uma entidade, verifique o valor total com esta empresa. (As empresas bem organizadas e com a contabilidade bem organizada, vão dar-lhe uma declaração também, mesmo sendo prestador de serviços).
  7. Contribuinte dos filhos - Em princípio já tratou deste assunto o ano passado, mas se não o fez, não se esqueça de o fazer este ano, para que possam ser consideradas as suas despesas.
  8. Processo da escola - Se o seu filho anda a estudar, junte ao processo, a matrícula da escola, se pretende declarar despesas inerentes à deslocação, como vimos neste post.
  9. Declaração do seguro de saúde - É um documento essencial, principalmente se enviou os recibos para a seguradora para ser reembolsado à posteriori e ficou com fotocópia. Precisa da declaração para considerar como despesa o que pagou. (Mesmo que saiba quanto pagou, precisa do documento do seguro para ser considerado despesa).
  10. Rendimentos do Condomínio - Se o seu condomínio tem alguma parte do prédio alugada a alguém, as rendas que o condomínio cobra são consideradas rendimento de cada um dos condóminos. Verifique com a administração do prédio o valor que lhe vai corresponder.

 

Sabemos que preparar estas coisas são burocracias chatas, mas depois, na última semana, faltar alguma destas coisas que não dependem de nós, é prejudicial à nossa saúde mental.

 

Prepare estas coisas já, e fique descansado até ao dia da entrega.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:23
editado por C.Modelo3 a 3/5/13 às 12:18



Registar

Inscreva-se já!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Com o Modelo3 trate da sua declaração de IRS como se fosse um especialista.

Se quiser ver algum assunto esclarecido no nosso blog, contacte-nos.