Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O novo Modelo3 está aí.

por jneves, em 21.12.11

Quando lancei o Modelo3 em 2010 confesso que o fiz principalmente por brincadeira: fartei-me dos problemas do serviço de entrega no Portal das Finanças e quis fazer algo que servia os meus propósitos, à minha maneira.

 

Sem grande promoção inicial, para além de partilhar com amigos, porque o tempo estava curto na altura, fiquei bastante surpreso com a recepção que o serviço teve apesar dos soluços iniciais. Foi usado por cerca de 1750 pessoas que confiaram no Modelo3 para preencher a sua declaração de IRS.

Acredito profundamente que isto só foi possível devido ao excelente trabalho da Quodis que criou o aspecto que o Modelo3. Como alguém nos dizia há umas semanas: a facilidade de compreensão e utilização é crítico para gerar confiança.

 

Findo o primeiro prazo de entrega remeti o projecto à prateleira, até voltar a ser necessário para a entrega de IRS em Março deste ano. Durante o período de entrega a procura do serviço excedeu todas as expectativas que tinha e respondeu às necessidades de um pouco mais de 9700 contribuintes.

Ainda assim, não sabia muito bem que fazer com o Modelo3. Chegado o Verão tinha de tomar a decisão de alocar mais tempo ao projecto ou fechá-lo. Para ajudar a decidir, optei por seguir as ideias de uma "coisa nova" a que chamam Lean Startup (recomendo vivamente que encomendem o livro The Four Steps to the Epiphany na Amazon) e comecei a falar tanto com pessoas que sabia que já tinham usado o Modelo3 como quem me conseguia aturar por 20 minutos para uma conversa sobre quais são os problemas que todos temos com os impostos, em particular com o IRS, tendo como contrapartida uns saborosos muffins (hey, as pessoas conquistam-se pelo estomago não é? ;-) ).

 

Fazendo um esforço para não focar muito a conversa no processo de entrega, fiquei a saber que mais gente também se sente insegura na hora H: as regras do IRS são complexas, estão constantemente a mudar e nunca se sabe muito bem o impacto das alterações no nosso caso particular. Para conseguir aproveitar ao máximo os benefícios fiscais é preciso fazer um planeamento cuidado e com ajuda de profissionais, por exemplo contabilistas, ou perder horas a estudar o IRS. Na altura da entrega, nunca se sabe muito bem onde é que certas despesas dão o maior reembolso.

 

Falando claro, o IRS, tanto a legislação como as aplicações existentes, não estão feitos para ajudar e ser facilmente compreendidos pelo contribuinte. Acho que se assim fosse, não teríamos tantos escalões de IRS e provavelmente não havia necessidade para coisas como o Estatuto de Benefícios Fiscais, etc.

Armado com este conhecimento novo vi que sozinho ia ser muito difícil criar algo que, para variar, trabalhasse para nós, os contribuintes. Foquei-me em fazer um pé-de-meia que permitisse sustentar o projecto por alguns tempos e em formar uma equipa com mais pessoas. O Nuno já me tinha ajudado com o Modelo3 inicial, traduzindo o Código do IRS para um Português claro que é para mim mais fácil de entender e aceitou imediatamente formar uma equipa. Depois vieram o Pedro e o João para ajudar com a parte técnica.

 

Em meados de Setembro metemos mãos à obra e enquanto começavamos a criar um novo Modelo3 fomos aceites para o programa Betastart da Beta-i. Foi um mês bastante intenso mas ajudou-nos a estruturar o que queríamos e a colocar toda a equipa em redor de uma visão comum.

 

Desde Outubro que passámos finalmente a trabalhar 24/7 no serviço que agora finalmente, e como equipa, lançamos ainda a tempo de ser útil para quem quer perceber o que ainda tem de fazer para não desperdiçar dinheiro nos impostos e bastante mais focado em ajudar, durante todo o ano, quem treme de cada vez que o Ministro das Finanças fala: nós. Um àparte, queremos agradecer-lhe porque sempre que isso acontece vemos uma mão cheia de novos utilizadores :-) No entanto o Presidente da República disse-nos que devia ser ele a agradecer-nos... Enfim, coisas.

 

O novo Modelo3 preocupa-se: sempre que pode sugere que se mudem algumas coisas na declaração para aumentar o reembolso. Quando algo muda, com base na última declaração, avisa com o impacto real e no meu caso em particular que essa alteração tem. Se alguns benefícios fiscais não estão a ser aproveitados, sugere-os. E há, finalmente, um serviço que diz preto no branco quanto é o reembolso máximo possível, ou o mínimo a pagar. 

 

Tenho uma relação de amor/ódio com esta última funcionalidade, permitiu-me descobrir que o ano passado deitei fora 1200€. Como qualquer pessoa normal nunca tinha feito as contas. Mas já não volto a repetir a brincadeira.

 

Está aí o novo Modelo3! Esperamos que seja útil para combater (legalmente!) esta asfixia fiscal em que estamos.

 

Obrigado a todos que nos últimos (quase) dois anos acreditaram e ajudaram no projecto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15
editado por C.Modelo3 a 3/5/13 às 14:04


2 comentários

De Patricia Silva a 31.01.2012 às 10:11

Bom dia,
Até ao final do mes de dezembro estava com subsidio de alimentação no valor 6.41€ agora a minha entidade queria baixar o valor para os actuais 5.42€, e fui ate ele explicar como deveria ser feito e não como ele estava a fazer, ou seja, tava a meter os 5.42€. Agora ficou chateado por o ter abordado deste fato e disse-me que ia meter o valor de tabela da nossa atividade, isto é legal?

De Nuno Saraiva a 31.01.2012 às 10:58

Bom dia, Patrícia.

Essa situação dos subsídios é muito complexa, e é uma questão laboral. De qualquer forma o valor válido para não pagar IRS é 5,12 Euros. Pelo essa baixa pode ser pela produtividade da empresa e não pelo factor IRS.

Sempre ouvi que não é legal baixar o vencimento, mas em relação ao subsídio, em que um empresa sempre o fez com base no valor da função pública, julgo que pode haver legalidade e lógica nisso, mas está tudo muito confuso.

Segundo nos disse a Sofia, nos comentários a este post http://blog.modelo3.pt/subsidio-de-almoco-o-que-muda-em-2012 onde o assunto é abordado, mesmo na ACT a questão não é clara.

Comentar post



Registar

Inscreva-se já!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Com o Modelo3 trate da sua declaração de IRS como se fosse um especialista.

Se quiser ver algum assunto esclarecido no nosso blog, contacte-nos.