Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pagar IRS sobre peças de automóveis

por jneves, em 19.05.12

Se é mecânico (como trabalhador liberal) e compra ou usa peças de automóvel com regularidade, fique a saber que não tem de incluir essas peças na sua declaração de IRS. Aí deverá declarar apenas o valor do serviço prestado. Já na factura que entrega ao seu cliente, deve colocar o valor das peças, individualmente, e o valor do serviço prestado.

 

Mas tenha atenção: se apresentar margem de lucro na venda das peças de automóveis, essa margem também vai estar sujeita a IRS. Isto é, se vender a peça com um valor superior ao valor de compra, terá de declarar essa margem de lucro para que ela seja tributada. Tudo aquilo que contar como rendimento deverá, então, ser submetido à tributação fiscal, sendo mencionado na sua declaração de IRS. Assim sendo, a declaração de venda de peças não é obrigatória desde que dessa transacção não resulte nenhuma margem de lucro.

 

Não se esqueça ainda que, dado que estamos no regime simplificado (ou seja, 20% das vendas é considerado rendimento colectável) e o fisco considera que os indicadores são diferentes para vendas e para serviços, deverá declará-los separadamente, nesta fase da entrega da declaração de IRS, que dura até ao final deste mês.

 

Depois de apurado o total das vendas e das prestações de serviço, quando preencher o seu Anexo B da declaração de IRS, deverá ter atenção os seguintes:

  • Quadro 4
    • Campo 401 – indicar o valor total de vendas
    • Campo 403 – indicar o valor total de prestações de serviço

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00
editado por C.Modelo3 a 3/5/13 às 10:56



Registar

Inscreva-se já!

Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Sobre

Com o Modelo3 trate da sua declaração de IRS como se fosse um especialista.

Se quiser ver algum assunto esclarecido no nosso blog, contacte-nos.